25 de Novembro de 2017
Psicomotricidade

Segundo a Associação Portuguesa de Psicomotricidade, a Psicomotricidade é a área do conhecimento transdisciplinar que estuda o ser humano através do seu corpo em movimento, na relação entre as funções psíquicas e a motricidade. Baseada numa visão global do ser humano, a psicomotricidade encara de forma integrada as funções cognitivas, socio-emocionais, simbólicas, psicolinguísticas e motoras, promovendo a intencionalidade do gesto. O foco da intervenção centra-se na promoção da capacidade do indivíduo agir com o outro, com os objetos e consigo mesmo.

 

Intervenção Psicomotora:

Consiste numa reeducação ou terapia de mediação corporal e expressiva, na qual o Psicomotricista estuda e intervém na expressão motora inadequada ou inadaptada, em diversas situações, geralmente ligadas a problemas de desenvolvimento e de maturação psicomotora, de comportamento, de aprendizagem e de âmbito psico-afetivo.

 

Objetivos:

Melhorar as competências psicomotoras (como a tonicidade, o equilíbrio estático e dinâmico, a noção do corpo, a lateralidade, a estruturação no espaço e no tempo e a motricidade global e fina) da criança ou do adolescente. A intervenção psicomotora promove ainda:
  • a perceção e a consciencialização corporal;
  • a expressão dos afetos e emoções;
  • a autorregulação do comportamento;
  • as competências sociais;
  • o reforço da identidade e
  • a adaptação aos contextos relacionais de forma segura e confiante.

 

A Psicomotricidade no CRIF é desenvolvida nas suas três vertentes: terapêutica, reeducativa e reabilitativa, sendo complementada com atividades do âmbito das terapias expressivas (música, teatro e dança).