25 de Novembro de 2017
Terapia da Fala

A Terapia da Fala é a área da saúde responsável pela prevenção, avaliação, diagnóstico, tratamento e estudo científico da comunicação humana e problemas relacionados, incluindo todos os processos associados à compreensão e produção da linguagem oral e escrita, assim como formas de comunicação não verbal. Engloba ainda a prevenção, avaliação e tratamento da deglutição. Esta especialidade destina-se a indivíduos de todas as idades, desde a neonatologia à geriatria.

 

O Terapeuta da Fala é o profissional responsável pela prevenção, avaliação, diagnóstico, tratamento e estudo científico da comunicação humana e perturbações relacionadas ao nível da fala e da linguagem bem como alterações relacionadas com as funções auditiva, visual, cognitiva (incluindo a aprendizagem), oro-muscular, respiração, deglutição e voz. Neste contexto, a comunicação engloba todas as funções associadas à compreensão e à expressão da linguagem oral e escrita, assim como todas as formas apropriadas de comunicação não verbal.”

 

Competências do Terapeuta da Fala:

  • Assumir a prevenção de perturbações de comunicação e linguagem e despiste no sentido da deteção precoce;
  • Diagnosticar avaliando todas as funções e aspetos relacionados com as competências do utente;
  • Planear a sua intervenção no contexto global do programa de reabilitação, tendo em conta as necessidades individuais de cada caso;
  • Intervir no âmbito das perturbações da comunicação participando em equipa multidisciplinar no programa global de reabilitação;
  • Intervir por meio de ações de sensibilização e/ou formação, dando orientações aos familiares e outros profissionais envolvidos no programa de reabilitação, no sentido de melhorar as competências comunicativas;
  • Utilizar técnicas específicas de tratamento, entre as quais o uso de Sistemas Alternativos e/ou Aumentativos à Comunicação, bem como o estudo e utilização dos meios e dispositivos de compensação necessários – Tecnologias de apoio;
  • Intervir no âmbito das perturbações da deglutição e alimentação, tendo por objetivo geral otimizar as capacidades de mastigação/ deglutição do individuo.

Sendo que tem como principal objetivo, facilitar ao máximo a possibilidade de uma Comunicação Funcional.